Uma manhã de histórias nos hospitais: a impressão dos colaboradores da DPSP

12/11/2018

dpsp-ic

A missão da DPSP de cuidar do bem-estar e da saúde da população ficou ainda mais clara para os seus colaboradores que tiveram a oportunidade de visitar a Santa Casa de São Paulo, o Instituto Central e o Incor e conhecer de perto o projeto “Promovendo Cultura nos Hospitais”.

Realizado pela Arte Despertar, com patrocínio da DPSP e outras empresas, o projeto usa a narração de histórias e a música para propiciar momentos que transformem a experiência do paciente. Além disso, a ação que já impactou mais de 385 mil pessoas em 21 anos beneficia não só os pacientes, mas também acompanhantes e profissionais da saúde com o objetivo de humanizar relações e o ambiente hospitalar.

“Essa visita foi muito especial. Cada paciente tem um histórico e fiquei muito sensibilizado no sentido de que tem pessoas que nasceram e passarão o resto dos seus dias dentro do hospital. É um momento único para dar mais valor à vida”, destacou Leandro Paez, gerente farmacêutico da DPSP.

“A Arte Despertar desenvolve um trabalho diferenciado, com música e narração de histórias específicas para cada paciente. Eles já vêm com repertório de histórias. A gente vê nas emoções, nos olhos, na fala dos pacientes que eles gostam deste trabalho”, complementou.

Para Karina Rodrigues, analista de marketing da DPSP, o projeto se identifica com os princípios da empresa. “O nosso DNA tem muito de proporcionar saúde e bem-estar para a população. Você chegar em uma ação como essa e enxergar tudo o que está sendo feito por meio de um patrocínio é muito rico. Eu já conhecia o projeto, mas é muito enriquecedor estar do lado de cá acompanhando todo o trabalho. Fazem muito mais do que uma intervenção, distribuem amor. É uma parceria em que os dois lados ganham”, avalia.

Impressão semelhante teve a estagiária de planejamento logístico, Joyce Lira, que se sentiu impactada com os efeitos positivos das intervenções nos pacientes. “É um trabalho incrível, de muita sensibilidade do profissional, que se prepara muito antes de estar lá ao lado do paciente. É muito válido as empresas darem suporte para iniciativas como essa acontecerem”, frisou.

Além da Santa Casa de São Paulo, do Instituto Central e do Incor, as intervenções são realizadas dois dias por semana, em dois períodos diferentes, nos seguintes hospitais: Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC); Hospital Infantil Darcy Vargas; Icesp e Hospital Municipal Tide Setúbal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado


× 7 = 21

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>